Esqueceu a senha?

Tom e Jerry e a doutrinação LGBT

por Julio Severo - qui mar 11, 9:01 am

“Tom e Jerry” é um filme americano de comédia e ação de 2021, produzido com animação de computador, com base nos personagens de desenhos animados e série de curta-metragem teatral animada de mesmo nome criado por William Hanna e Joseph Barbera.

O gato e o rato animados foram baseados em Hanna-Barbera, mas sua doutrinação ideológica não foi.

Ainda que “Tom e Jerry” 2021 não contenha doutrinação homossexual direta, contém uma mensagem direta para as crianças não rejeitarem tal doutrinação.

Uma jovem tentando furtivamente conseguir um emprego em um hotel disse muito enfaticamente: “Eu não tenho preconceito de gêneros. Não, não.”

Diferente do termo sexo, que engloba apenas dois sexos (masculino e feminino), gênero é um termo que gramaticalmente tem vários “sexos.” Gênero não tem nada a ver com a biologia. Quando é retirado de seu uso gramatical próprio para uso biológico impróprio, é um desastre, porque o mundo biológico não é o mundo gramatical. Não tem vários sexos para homens e mulheres.

É muito problemático ensinar as crianças que não elas devem ser “preconceituosas contra gêneros” quando elas são inundadas de doutrinação homossexual e questões relacionadas nas escolas e até mesmo desenhos animados dia após dia.

Então “não ser preconceituoso com gêneros” significa que as crianças devem ficar em silêncio quando ensinadas nas escolas que a homossexualidade é certa?

Enquanto “Tom e Jerry” não tem doutrinação gay direta, deixa muito claro que as crianças nunca devem rejeitá-la. Ter alguma opinião contra a doutrinação e propaganda homossexual é “ter preconceito com gêneros.”

Há uma enorme propaganda para igualar a homossexualidade e perversões relacionadas com masculinidade natural e feminilidade natural, mas a Bíblia iguala a homossexualidade com imoralidade, idolatria, adultério, roubo, ganância, embriaguez, xingamentos e fraude. A Bíblia diz:

“Não sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem os que se entregam a práticas homossexuais de qualquer espécie, nem ladrões, nem avarentos, nem viciados em álcool ou outras drogas, nem caluniadores, nem estelionatários herdarão o Reino de Deus.” (1 Coríntios 6:9-10 King James Atualizada)

Se as crianças devem ser ensinadas a não rejeitar a homossexualidade, elas também devem ser ensinadas a não rejeitar a imoralidade, idolatria, adultério, roubo, ganância, embriaguez, xingamentos e fraude?

Minha lembrança de Tom e Jerry e todos os desenhos animados de Hanna-Barbera é que eles eram coisas de crianças, apenas para crianças, não para a doutrinação gay ou para ensinar crianças a “não terem preconceito contra gêneros” em relação a qualquer coisa a ver com a homossexualidade, inclusive propaganda e doutrinação.

A ordem em Hollywood é “Faça” e “Não se oponha.” Não há permissão para ensinar as crianças a rejeitar e evitar a homossexualidade.

Como tudo mais em Hollywood, “Tom e Jerry” também é sobre uma jovem e sua carreira. Uma mulher tão obcecada com a carreira que ela roubou o currículo de outra mulher.

Há também uma cerimônia de casamento no filme. É um casamento hindu em Nova Iorque. É um americano se casando com uma mulher hindu. Hollywood pode não saber como fazer um casamento cristão funcionar, mas sempre sabe como fazer o feminismo e a homossexualidade funcionarem em qualquer filme e desenho animado.

Em uma cultura empesteada pela propaganda homossexual, ensinar as crianças a não ter qualquer opinião contra ela deveria ser considerada de um crime.

Versão em inglês deste artigo: Tom and Jerry, the Movie that Teaches Children Not to Reject LGBT Indoctrination

Fonte: www.juliosevero.com


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

2 Comentários

Comentários 1 - 2 de 2Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Aprendam uma coisa, VOCÊ NÃO ESCOLHE O SEU GÊNERO. Ou por acaso você escolheu ser heterossexual? RESPEITEM O PRÓXIMO. Deus tem mais vergonha de um filho homofóbico do que uma filho homossexual. Ninguém pode ser influenciado quanto á isso, porque sexualidade não se escolhe.

    1. Absurdo o que você escreveu, ninguém nasce gay!!

Comentários 1 - 2 de 2Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement