Esqueceu a senha?

Trabalhando para o bem da cidade

por Pedro Carbone Filho - dom jun 16, 3:20 pm

Jeremias 29.4-7 nos fala de “trabalhar para o bem da cidade”. No texto original, em hebraico, a palavra usada pelo profeta é “shalom”, que não significa apenas “paz”. Também pode ser traduzida por “bem-estar”, “prosperidade”, “segurança”, “vida plena”, “plenitude”, “estar são e salvo”, etc. Levar a paz e a salvação ao mundo é a missão da igreja – o único agente capaz de transformar as pessoas. A igreja precisa estar presente porque tem a mensagem de esperança, assim como Jonas na cidade de Nínive.

Podemos dizer que a igreja tem uma missão horizontal e outra vertical.

A missão horizontal é crescer para os lados, em número, visando a multiplicação dos cristãos. Nessa dimensão, a igreja precisa se tornar mais agressiva na evangelização, pois quem crescerá mais depressa: a igreja ou a cidade? Para que o nosso “shalom” possa abençoar a cidade, precisamos efetivamente estar presentes não só dentro do templo, mas na vizinhança, nos bairros, em todos os cantos da cidade.

A missão vertical é mais difícil porque pressupõe a profundidade do evangelho, o crescimento espiritual, a solidariedade, a ação social. Não basta pregar a Palavra, é preciso vivê-la em todos os aspectos, inclusive praticando a solidariedade para com os perdidos.

Mas o “shalom” envolve também o meio ambiente. Somos mordomos do universo. É uma das tarefas da igreja ensinar as novas gerações a respeitar a natureza e a preservar o meio ambiente.

Jesus disse “Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça”. Esse é o preço a pagar pela nossa missão. A igreja precisa orar pela cidade, para que ela tenha paz, e assim essa paz redundará em bem-estar e prosperidade para todos. Jeremias 29:7 nos diz: “E procurai a paz da cidade, para a qual fiz que fôsseis levados cativos, e orai por ela ao Senhor: porque na sua paz vós tereis paz”. Não é só ativismo religioso, mas trata-se de manter nossa identidade cristã, nossa espiritualidade, amando e ensinando a Palavra de Deus. Temos como exemplo o patriarca Abraão intercedendo por Sodoma, que foi destruída por não contar com 10 justos, pelo menos.

Portanto, sejamos sal e luz, oremos pela nossa cidade, cresçamos nos sentidos horizontal e vertical, em número e espiritualidade. Mesmo sendo perseguidos, o nosso trabalho não será em vão no Senhor.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement