Esqueceu a senha?

Um país obcecado pelo misticismo

por Pr. João Flávio Martinez - qua set 12, 4:48 pm

O povo brasileiro está mergulhado na maior onda de irracionalidade de que se tem notícia. Há uma curiosa necessidade de acreditar em tudo aquilo que se apresenta como uma solução mágica para os problemas. Uma atração irresistível para a alternativa mais imediata e mística é oferecida em lugar de uma análise real dos fatos problemáticos.

É no nome de Paulo Coelho que o misticismo da wicca tem uma das suas maiores expressões no Brasil. A mídia brasileira tem propagado, em grande escala, as idéias do misticismo. Quase todas as semanas as revistas trazem alguma reportagem relacionado ao assunto. Há novelas que exacerbam o místico como algo factual. Alguns dos exemplos mais recentes são as novelas da Rede Globo – “O Profeta” e “Eterna Magia”. Nesta última toda atenção ao bruxo Paulo Coelho, que inclusive é um dos personagens da novela.

Além disso, revistas infantis e programas e desenhos animados são exibidos cheios de conteúdo exotérico. Neste caso, podemos citar o programa da Xuxa que, diga-se de passagem, é uma adepta do misticismo e afirmou publicamente que acredita em duendes!

De fato, uma onda mística tomou conta do Brasil em muitos níveis e segmento da sociedade. As religiões orientais são a última moda com idéias como reencarnação, ufologia, meditação transcendental, ioga, comunicação com os mortos, duendes, gnomos, fadas, astrologia, e todo tipo de adivinhação conseguem engodar uma grande multidão, em pleno século XXI! Bem arvora a Bíblia: “Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram para si cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas” (Jr. 2:13).

O ser humano fez tremendo progresso no campo da ciência, mas espiritualmente continua sendo um grande fracasso, em desesperada necessidade de um relacionamento de amor e paz com o Deus único e verdadeiro por meio de Jesus Cristo.

“Quando vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os feiticeiros, que chilreiam e murmuram, respondei: Acaso não consultará um povo a seu Deus? acaso a favor dos vivos consultará os mortos?”. 
(Is 8.20)


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement