Esqueceu a senha?

Um solteiro pode ser pastor?

por Artigo compilado - sex set 14, 8:47 am

Algumas igrejas permitem e outras exigem que seus pastores sejam solteiros. O que Deus revelou sobre esta questão?

Jesus Cristo, o Supremo Pastor (1 Pedro 5.4) concedeu servos conhecidos como pastores e mestres para ajudar os santos (Efésios 4.11). Os homens que pastoreiam são chamados, também, de presbíteros (anciãos em algumas traduções) e bispos (1 Pedro 5.1-2; Atos 20.17,28).

O Espírito Santo foi específico e detalhado nas qualificações destes servos. Encontramos listas de características deles em 1 Timóteo 3.1-7 e Tito 1:5-9. Para as pessoas que realmente querem agradar ao Senhor, estes trechos resolvem a questão de pastores solteiros. Paulo disse a Timóteo: “É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher” (1 Timóteo 3.2). Na sua carta a Tito, começou a lista de qualificações dos presbíteros com as mesmas palavras: “alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher, que tenha filhos crentes” (Tito 1.6).

Pastores, então, devem ser casados e pais de filhos crentes.

Para defender a prática comum de escolher pastores sem estas qualidades, os homens recorrem a vários argumentos. Vamos considerar algumas questões:

Paulo não foi casado.
 Paulo foi fiel no seu trabalho de apóstolo e ministro (servo) de Cristo (Atos 26.16; Colossenses 1.1,23), mas, nas Escrituras, ele nunca é chamado de bispo, presbítero ou pastor. Os outros apóstolos eram casados (1 Coríntios 9.5). Por isso, não nos surpreende descobrir que alguns deles serviam, também como presbíteros (1 Pedro 5.1; 2 João 1; 3 João 1).

Timóteo e Tito não foram casados.
 Não há referência a estes evangelistas como casados, mas também não há nenhuma passagem que os chama de pastores! O costume de chamar as cartas a estes evangelistas de “epístolas pastorais” cria uma certa confusão, porque foge da linguagem bíblica. Na Bíblia, nem o autor nem os destinatários dessas cartas são chamados de pastores!

Paulo disse que solteiros podem servir melhor (1 Coríntios 7.1-7). O conselho de Paulo foi dado em relação a “todos os homens” (7.7) especificamente por causa de uma “angus-tiosa situação presente” (7.26). Não deve ser interpretado de uma maneira que contradiga outras passagens que incentivam o casamento (1 Timóteo 5.14) e que especificamente exigem que presbíteros sejam casados (1 Timóteo 3.2; Tito 1.6).

Fonte: (http://www.estudosdabiblia.net/bd13_04.htm)


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement