Esqueceu a senha?

Viver em comunhão

por Pr. Aureo Ribeiro - ter jan 29, 10:29 pm

Gênesis 2.18: “E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.”

Quando Deus enxergou a necessidade de criar Eva, ele não mencionou, como relevante, nada além de “não é bom que o homem esteja só”. Um único detalhe seria que sua ajudadora deveria ser idônea.

Como temos aprendido em diversas mensagens, tudo que foi escrito no Antigo Testamento era sombra das coisas futuras, como vemos em Col 2.17, Heb 8.5 e Heb 10.1, inclusive essas partes de Gênesis, em que muitos só enxergam questões pontuais da criação.

Veja que NÃO É BOM QUE O HOMEM ESTEJA SÓ. Entendendo o aspecto da comunhão como parte do propósito divino, vemos que isso é uma LEI do Senhor. HOMEM (SER HUMANO), não é bom viver sozinho! Em alguns ministérios, as pessoas vão à igreja, frequentam eventos, mas estão sempre sozinhas. Não se conhecem, não há comunhão, não há conhecimento mútuo, enfim, aquilo funciona como um contrato de empresa. O membro é como se fosse membro de uma empresa. Vai e volta, mas não há contato com outras pessoas.

Algumas pessoas têm admitido viver em comunhão consigo próprios. Dizem que a igreja, ou a comunidade dos irmãos não altera o seu viver em Cristo. Alguns chegam a dizer que deixaram a comunhão, mas não deixaram Deus. Em Heb 10.25, podemos ler a seguinte orientação divina: “Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia”. Assim, aquele que deixa a congregação não está sendo coerente com essa ordem bíblica. O escritor do livro aos Hebreus ainda reforça: “quanto vedes que se vai aproximando aquele dia”.

A comunhão é o sinal vital da vida do corpo. O sangue de um corpo só corre no corpo vivo. Um dedo ligado ao resto do corpo pelas mãos recebe sangue. Se cortarmos um dedo de nossas mãos, terá vida por mais alguns segundos apenas, morrendo logo, porque deixou de receber vida. Assim é na igreja de Jesus.

Paulo diz que o corpo de Cristo é a igreja. Isso é claro em Col 1.27 e, mais que isso, em Ef 5. 29 e 30, registra que: “Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja. Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos”. Isso demonstra que nós somos os membros do corpo de Jesus Cristo, membros de sua carne e de seus ossos. Quem está fora da comunhão, está, de fato, fora de Cristo. As pessoas dizem que isso de CORPO DE CRISTO é espiritual, mas a Palavra afirma o contrário, pois congregar é um ato físico e real, significando estar em comunhão, estar junto. Daí, muitos que pensam conseguir ficar sozinhos acabam se desviando do Evangelho de Jesus Cristo.

Voltando ao livro de Gênesis, Deus admoestou que não é bom ao homem viver só. Isso é tão espiritual que muitas pessoas por motivos bem peculiares conseguem viver sem alguém do ponto de vista do casamento, mas é impossível que alguém sobreviva fora do corpo, pois onde não houver fluido de vida não há vida.

 


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário