- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Volta de Jesus para 2017 ou 2018?

[1]Pela internet* tomamos conhecimento de uma carta aberta devendo ser recebida com um aviso solene da parte de Deus onde a remetente Pastora Neuza Itioka se diz informada de tomar conhecimento de uma suposta profecia feita por um rabino, que, através de um cálculo de somar, aponta a volta de Jesus para um desses dois anos: 2017 ou 2018.

Leiamos o que ela escreveu: “De acordo com alguns estudiosos e profetas e incluindo o rabino Ben Samuel que profetizou, que provavelmente, em 2017 ou 18, o Messias Jesus estaria inaugurando o seu reinado do milênio. Sim, de acordo com os acontecimentos, a figueira que representa Israel floresceu em 1947 e o Senhor disse que, a geração que assistiu o florescimento não passaria, até que todas estas coisas acontecessem. Uma geração dura 70 anos. De 1947 mais 70 anos corresponde a 2017. (Lc. 21.29-33)

Aparentemente, o Messias está para voltar, logo e logo. Você e eu poderemos estar no meio desta igreja que sobe ou fica. Pois uma parte participou da boda do cordeiro, mas a metade não, de acordo com a parábola de dez virgens (Mt. 25:1-12) e de acordo com Apocalipse 12, a mulher , a Igreja deu a luz um menino que foi arrebatado e a mulher teve que ir para o deserto. Seremos a igreja que vai para o deserto ou faremos parte do filho que vai ser arrebatado, por Deus. Portanto, quando virmos estas coisas acontecendo, devemos levantar as nossas cabeças por que estará próxima a nossa redenção.”

PR. NATANAEL: Como o irmão recebe esse aviso solene da irmã Neuza Itioka dando essa notícia sobre uma interpretação de um rabino que faz um cálculo cronológico e aponta a vinda de Jesus para um dos dois anos: 2017 ou 2018?

Com muito respeito à irmã Neuza Itioka declaro que não posso concordar, absolutamente, com o raciocínio que desenvolve para anunciar uma data possível para a vinda de Jesus. Não é preciso raciocinar muito para afirmar que isso não passa de alarme falso. Basta ler o que Jesus deixou escrito no sermão profético de (Mateus 24:36) – “Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai.”.

Na ocasião quando Jesus pronunciou essas palavras de Mateus 24.36 ele falava acerca da sua volta, restritamente, ou de mais alguns outros temas?

Vou ler as palavras precedentes ao texto bíblico lido: “(Mateus 24:27) – Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem. (Mateus 24:29) – E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas. (Mateus 24:30) – Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. (Mateus 24:31) – E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus. (Mateus 24:32) – Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. (Mateus 24:33) – Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas. (Mateus 24:34) – Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam. (Mateus 24:35) – O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.”.

Interessante é, que, de quando em quando, surge alguém com uma nova interpretação particular da Bíblia indicando uma nova data para a volta de Jesus. Pode indicar alguns nomes de líderes religiosos que assim procederam?

Sim. Entre as muitas outras profecias falsas sobre a vinda de Jesus está a declaração de Joseph Smith, fundador do Mormonismo, feita em 1835. Profetizou ele que Cristo voltaria dentro de 56 anos, e que muitos dos que então viviam “não provariam a morte até que Cristo voltasse”. Nem seria preciso dizer que ele morreu e Jesus ainda não voltou 56 anos depois, isto é, em 1891. O sucessor de Smith, Brigham Young, profetizou que a guerra civil americana não produziria a libertação dos escravos. E isso aconteceu. Outro falso profeta foi Charles Taze Russell. Russell declarou que a segunda vinda de Cristo tinha ocorrido invisivelmente em outubro de 1874, e que o Senhor estava verdadeiramente presente, e, que, em 1914, os fiéis (os 144.000) seriam trasladados para o céu e os ímpios destruídos. Profetizou que a Batalha do Armagedom, que começara em 1874, terminaria em 1914 com a derrubada geral dos governantes da Terra e o fim do mundo. Charles T. Russell, ainda na terra,não fora arrebatado e veio a morrer em 1916 em viagem de trem. A Batalha do Armagedom ainda está sendo anunciada com novas datas pelas tejotas. No começo da década de 20, as Testemunhas de Jeová distribuíram nas ruas e de porta em porta na América do Norte, um livro intitulado Milhões Hoje Vivos Jamais Morrerão. Anunciava: “O ano de 1925 é uma data definitiva e claramente marcada nas Escrituras, ainda mais clara que a de 1914… podemos esperar confiantemente que o ano de 1925 marcará o retorno de Abraão, Isaque e Jacó e dos fiéis profetas antigos… na condição de perfeição humana.” As Tejotas chegaram a construir uma casa na cidade de San Diego, Califórnia, na qual os patriarcas deveriam morar, e tentaram passar a escritura em nome do Rei Davi. (A casa foi discretamente vendida em 1954). E os príncipes não ressuscitaram.

O que a Bíblia fala sobre os falsos profetas? Serão eles punidos por Deus por enganarem o povo?

O castigo indicado na lei para um falso profeta era a morte por apedrejamento. (Deuteronômio 18:20) – “Porém o profeta que tiver a presunção de falar alguma palavra em meu nome, que eu não lhe tenha mandado falar, ou o que falar em nome de outros deuses, esse profeta morrerá. (Deuteronômio 18:21) – E, se disseres no teu coração: Como conhecerei a palavra que o SENHOR não falou? (“Deuteronômio 18:22) – Quando o profeta falar em nome do SENHOR, e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim; esta é palavra que o SENHOR não falou; com soberba a falou aquele profeta; não tenhas temor dele.” Aí está o castigo, “o tal profeta morrerá”. (Êxodo 20:7) – “Não tomarás o nome do SENHOR teu Deus em vão; porque o SENHOR não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão”.

*Pela internet.com e data de 5 de janeiro de 2011

[2] [3]Compartilhar [4]